Carla Zambelli é indiciada pela PF por invasão de site do CNJ

Carla Zambelli é indiciada pela PF por invasão de site do CNJ

O hacker Walter Delgatti Neto também foi indiciado. Carla Zambelli é indiciada pela PF por invasão de site do CNJ

Indiciada pela Polícia Federal (PF) no inquérito que investiga a invasão do site do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em janeiro de 2023, a deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) afirmou que não tem medo de ser presa.

“Jornalistas estão me ligando [para perguntar] se tenho medo de ser presa. Ou seja, já está rolando essa história [de uma eventual prisão] entre eles. Para meus seguidores: tenho temor a Deus e somente a ele”, escreveu a parlamentar, no X (antigo Twitter), na manhã desta sexta-feira (1º).

A PF indiciou Carla Zambelli e o hacker Walter Delgatti Neto, também conhecido pelos apelidos Hacker de Araraquara ou Hacker da Vaza Jato – alusão às reportagens que tornaram público o conteúdo de mensagens que membros da força-tarefa Lava Jato, do Ministério Público, trocavam entre si e com o então juiz federal e hoje senador Sergio Moro (União-PR).

Brasília (DF) 17/08/2023 Depoimento do Hacker, Walter Delgatti Neto, na CPMI do golpe. Foto Lula Marques/ Agência Brasil
Brasília (DF) 17/08/2023 Depoimento do Hacker, Walter Delgatti na CPMI do golpe. Foto  – Lula Marques/ Agência Brasil

A divulgação das informações extraídas ilegalmente dos aparelhos telefônicos do ex-coordenador da força-tarefa Lava Jato e ex-deputado federal Deltan Dallagnol e de Moro reforçaram os argumentos dos críticos que acusavam o Poder Judiciário de vazar informações sigilosas de forma seletiva, com objetivos políticos, e de violar o devido processo legal e o princípio da imparcialidade, abusando das prisões preventivas a fim de forçar os investigados a assinarem acordos de delação premiada com a Justiça.

No processo que apurou a invasão dos celulares de Moro, dos membros da Lava Jato e também do então ministro da Economia Paulo Guedes e de conselheiros do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Delgatti e outros seis acusados foram condenados à prisão e recorrem da sentença.

Já no âmbito da investigação sobre a invasão do site do CNJ, o indiciamento significa que os investigadores reuniram indícios do envolvimento de Delgatti e Zambelli. Além da ação criminosa contra o site do CNJ, a PF também apura a invasão de sistemas de tribunais regionais de Justiça; a inclusão de ao menos 11 falsos alvarás de soltura de presos condenados, além de um mandado de prisão fraudulento cujo alvo seria o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.

Em nota, o advogado de Zambelli, Daniel Bialski, voltou a negar que a deputada federal tenha qualquer participação na invasão dos sistemas. “Conquanto ainda não tenha analisado minunciosamente os novos documentos e o relatório ofertado pela PF, a defesa da deputada reforça que ela jamais fez qualquer tipo de pedido para que Walter Delgatti procedesse invasões a sistemas ou praticasse qualquer ilicitude”, afirma Bialski, classificando como “arbitrária” a conclusão dos investigadores que, para justificar o pedido de indiciamento da parlamentar, indicam que ela recebeu, por mensagem de celular, cópia do falso pedido de prisão do ministro Alexandre de Moraes incluído no sistema.

“A arbitrária interpretação deduzida pela autoridade policial asseverando que a deputada tenha recebido eventualmente documentos não evidencia adesão ou qualquer tipo de colaboração, ainda mais que ficou demonstrado que não houve qualquer encaminhamento a terceiros, bem como ficou igualmente comprovado que inocorreram repasses de valores [a Delgatti ou outros investigados]”, conclui o advogado.

Na mensagem que postou esta manhã, no X, Zambelli afirma que as investigações da PF apontam que ela não pagou e não pediu nada a Delgatti, mas que “quando o hacker incluiu o pedido de prisão do Alexandre de Moraes, aparentemente alguém me mandou e eu baixei o documento no meu celular e abri para ler. Assim como [fez] todo mundo que tomou conhecimento do ocorrido”.

Carla Zambelli é indiciada pela PF por invasão de site do CNJ

Ebc

Por favor, siga-nos, curta-nos e compartilhe:
Veja Mais

Postagens Relacionadas

Caminhada: Um guia completo para os benefícios da atividade física mais simples e poderosa do mundo

Caminhada: Um guia completo para os benefícios da atividade física mais simples e poderosa do mundo

A caminhada, muitas vezes subestimada, é um presente que a natureza nos deu para cuidarmos da nossa saúde física e mental. Essa atividade física acessível e democrática, que pode ser

GÊMEAS DO ONLYFANS QUEREM NAMORADO PARA DIVIDIR: “PROCURAMOS O CARA CERTO

GÊMEAS DO ONLYFANS QUEREM NAMORADO PARA DIVIDIR: “PROCURAMOS O CARA CERTO

April e Amelia Maddison falaram sobre relacionamento As gêmeas April e Amelia Maddison, de 20 anos, contaram que estão acostumadas a dividir tudo, desde os lucros do OnlyFans, onde fazem o maior sucesso, a

Perder Peso Sem Passar Fome: Dicas e Receitas Deliciosas para uma Jornada Saudável

Perder Peso Sem Passar Fome: Dicas e Receitas Deliciosas para uma Jornada Saudável

Emagrecer nem sempre é sinônimo de sofrimento e fome constante. É possível alcançar seus objetivos de forma saudável e prazerosa, comendo com inteligência e fazendo escolhas nutritivas. Neste guia completo,

O Casamento Perfeito: Uma Jornada de Amor e Felicidade

O Casamento Perfeito: Uma Jornada de Amor e Felicidade

Um Sonho Idealizado Desde a tenra infância, o sonho do casamento perfeito floresce no coração de muitos. Imaginamos um dia mágico, repleto de amor, alegria e emoções compartilhadas com aqueles

OlyShop: Decore sua casa com arte digital de alta resolução e exclusividade!

OlyShop: Decore sua casa com arte digital de alta resolução e exclusividade!

O mundo da decoração está em constante evolução, e a busca por soluções inovadoras e personalizadas para ambientes cada vez mais comuns. A OlyShop surge neste cenário como uma plataforma

Polícia Federal deflagra 26ª fase da Operação Lesa Pátria

Polícia Federal deflagra 26ª fase da Operação Lesa Pátria

Investigados têm bens indisponíveis   A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta terça-feira (16) a 26ª fase da Operação Lesa Pátria. A meta é identificar pessoas que financiaram, fomentaram e promoveram

Comente o que achou!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou deste blog? Por favor, divulgue :)